Uma jovem de 25 anos se jogou do terceiro andar de um prédio no Imbuí após ser mantida em cárcere privado pela patroa. Ela estava na residência desde a última quinta-feira (19) para trabalhar como empregada doméstica e cuidar de três crianças, desde que chegou de Itanagra (BA).

O problema teria começado quando a trabalhadora avisou à mulher, no sábado (21), que não ficaria mais no emprego. Familiares da vítima contaram ao Balanço Geral nesta quarta-feira (25) que a mulher foi ameaçada de morte e agredida pela patroa, além de ser colocada em cárcere privado.

A jovem também teria dito que foi obrigada a entregar o celular e ficou incomunicável. Contudo, na terça-feira (24), conseguiu mandar um áudio desesperado para a família pedindo que chamasse a polícia, pois estava sendo agredida e mantida presa pela dona da casa, e enviou o localizador. 

Os familiares tentaram contato com a doméstica até a noite de terça, mas não conseguiram. Desesperada e sem notícias, a jovem se jogou, na manhã desta quarta, pela janela do banheiro e acabou caindo no andar de baixo. Ela foi socorrida por vizinhos, que chamaram o SAMU.

A vítima está com suspeita de fratura no pé e cheia de hematomas pelo corpo. Ela está sendo atendida no Hospital Geral o Estado.

Você pode gostar de

RECEBA Nossa NEWSLETTER

Anúncio