O vereador Átila do Congo (Patriota) voltou a tecer alfinetadas contra o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM). O edil vem reclamando há algum tempo de que, mesmo sendo da base aliada do gestor, vem sendo preterido. Em um duro discurso na sessão ordinária desta terça-feira (17) na Câmara Municipal, o edil subiu o tom e disse que não aceita ser "capacho".

"Infelizmente, quando o vereador se posiciona para cobrar o que é certo, para ser tratado como aliado, de forma digna é problemático. Então, eu sou problemático. Se eu falo algo, sou problemático", disparou. "Política é feita com educação e respeito. Subprefeito é subprefeito, vereador é vereador, liderança é liderança. Cada um tem seu lugar Então, se vereador é da base, tem que ser tratado como aliado, porque na hora de tomar pau quem toma pau somos nós - para aprovar projetos até indigestos", completou, dizendo ainda que "essa política de coronel tupiniquim não cabe na terceira maior cidade do Brasil".

No início do mês, Átila voltou a ameaçar romper o prefeito. Ele reclamou de não ter sido chamado para uma visita do gestor ao Subúrbio, seu reduto eleitoral, e classificou a atitude como "grave". "Desse jeito romper e vou pra cima", ameaçou, na ocasião, ao BNews.

Você pode gostar de

RECEBA Nossa NEWSLETTER

Anúncio